Os melhores do Lombada em 2021

O ano de 2021 se foi e, com ele, o registro de recordes positivos e negativos no Lombada Quadrada e no histórico de leituras de seus autores.

Números do blog em 2021

Foram 150.002 visualizações, com 68.113 visitantes, superando os anos anteriores, com trinta mil cliques a mais do que em 2020. Mas Renata e Carlos falharam no quesito publicações. Apenas 21 posts ao longo do ano, contra 39 de 2020, que já tinha sido um ano de poucas resenhas. Resultado do trabalho em casa, que bagunçou nossas estratégias de leitura como as pausas para o café, almoço, trajetos no transporte público e esperas em cinemas, teatros, restaurantes etc, como escreveu Renata neste post.

Também em 2021 superamos a marca de 500 mil visualizações desde o começo da jornada no Lombada Quadrada, com mais de 230 mil visitantes de países de todos os continentes. Números que parecem modestos se comparados aos de blogueiros famosos e influenciadores, mas que são muito consistentes para um blog que lida com literatura, sem ter como projeto resenhar best sellers. Temos orgulho desses números e da interação que conseguimos com leitores e leitoras, editoras e autores e autoras que têm nos enviado livros e a quem agradecemos pela parceria.

Os campeões de audiência

Entre os posts mais visualizados, o campeão dos últimos dois anos, 14 autores negros que você devia conhecer, que mostra o quanto o debate sobre racismo evolui e atrai o interesse dos leitores, apesar de todos os retrocessos vividos recentemente. Em seguida estão A volta ao mundo em 75 contos fantásticos, 7 motivos para ler ‘A montanha mágica’, 6 coisas para nunca fazer com um livro e 14 livros de cabeceira, todos publicados em anos anteriores e que são visualizados quase todos os dias em algum canto do planeta. Dos posts feitos em 2021, As obsessões de Elena Ferrante e Redenção, fé e Justiça no último suspiro de Tolstói ficaram no top 10.

As leituras de 2021

Não conseguimos chegar à meta de 65 livros estabelecida por ambos para 2021 e registrada no GoodReads.

Carlos, com 63 livros, e Renata, com 54, não chegaram ao objetivo, mas, ainda assim, leram bastante, apesar das circunstâncias.

Confiram os números, que revelam um peso muito grande para autores e autoras nacionais, um de nossos princípios, que é o de valorizar a produção contemporânea e revisitar clássicos, bom equilíbrio entre mulheres e homens e ainda muito chão a percorrer no quesito racial:

Leituras de Renata

Por gênero literário                                                                                                     

Romances24
Contos4
Poesia6
Não ficção4
Universidade/Trabalho11
Infantojuvenil3
Diário1
Biografia1

Recortes

Homem26
Mulher28
Brancos/as48
Negros/as6
Brasileiros/as36
Estrangeiros/as18

Leituras de Carlos

Por gênero literário

Romances32
Contos6
Poesia17
Não ficção2
Teatro1
Infantojuvenil4
Memórias1

Recortes

Homem34
Mulher29
Brancos/as49
Negros/as16
Brasileiros/as47
Estrangeiros/as16

E agora, vamos ao que interessa. As melhores leituras de 2021 na visão do Lombada Quadrada.

Começamos pelas obras eleitas por ambos. São quatro romances e 2 livros de poesia, todos escritos por mulheres (#leiamulheres). Cinco são lançamentos recentes e um é clássico dos anos 80 em reedição caprichada. Segue a lista, em ordem alfabética do sobrenome das autoras, porque não estamos fazendo um ranking:

  • Poesia Cretina, Priscila Cler – Urutau
  • As mulheres de Tijucopapo, Marilene Felinto – Ubu
  • A pediatra, Andrea del Fuego – Companhia das Letras
  • Vista Chinesa, Tatiana Salem Levy – Companhia das Letras
  • Solo para Vialejo, Cida Pedrosa – CEPE
  • O movimento dos pássaros, Micheliny Verunschk – Martelo

Renata também escolheu os seguintes títulos como suas melhores leituras de 2021:

E Carlos escolheu estas obras:

2022 começou e nossas expectativas literárias são altas. Esperamos estar mais presentes aqui no blog, contando com sua leitura, comentários e dicas de leituras. E pra vocês, quais foram os melhores livros lidos em 2021?

2 comentários sobre “Os melhores do Lombada em 2021

  1. Meus melhores livros de 2021, sem ordem definida.
    Uma noite, Markovitch, Ayelet Gundar-Goshen
    A porta, Magda Szabó
    A vida invisível de Eurídice Gusmão, Martha Batalha
    Tudo é rio, Carla Madeira
    Caro Michele, Natalia Ginzburg

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s