Nova York delirante

De Rem Koolhas.

179815_192150234139977_1098895_nO arquiteto holandês estuda a gênese do arranha-céu novaiorquino para desenvolver seu “manifesto retroativo” do manhattanismo – os pressupostos arquitetônicos, urbanísticos, históricos e até psicanalísticos que moldaram Manhattan. O livro é tão doido quanto a história dessa ilha da fantasia, uma edição lindíssima e impecável da Cosac-Naify. Da libertação vertical proporcionada pelo elevador ao método crítico-paranóico de Dalí – que pouco impacto causou numa Nova York já enandecida -, uma viagem total. Cotação: seja lá o que colocaram no mingau desse cara, eu também quero.

(Publicado originalmente em 20 de fevereiro de 2011)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s