Zero

De Ignácio de Loyola Brandão

Zero

Começo minha história nesta estante com o número zero.

Zero de Ignácio de Loyola Brandão, livro com história, em todos os sentidos. Um texto anárquico, construído a partir de recortes de jornais e de notícias censuradas pela ditadura militar que o autor, então editor de um jornal paulistano, colecionava obssessivamente, até que um dia resolveu transformar aquele arquivo sem sentido em conto.

O conto virou romance, o romance inspirou balé e Zero correu o mundo em edições thecas, alemãs, britânicas, francesas e, especialmente, a primeira, italiana, publicada antes mesmo da edição brasileira, que enfrentou a censura.

No fim das contas, em plena ditadura, o livro fez sucesso. Tudo indica que os censores não entenderam patavinas das desventuras de José, um zé ninguém em um país fracassado da América “Latíndia”, fadado à marginalidade.

Livro para entender, por meio da literatura, um pouco de nossa história recente.

A edição da foto foi lançada pela Global para comemorar os 35 anos da publicação do livro e traz quase cem páginas de histórias sobre o livro e sobre o Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s